FIV chances de sucesso

13.11.2020
Categoria:
FIV chances de sucesso
Conteúdo:

O que dizem as estatísticas sobre o sucesso do procedimento de fertilização in vitro?

Se a gravidez não ocorrer por um longo período de tempo, o casal deve pensar em fazer um exame e uma possível fertilização in vitro. Depois de estudar todas as características dos parceiros, o reprodutologista, o ginecologista e o andrologista fornecem uma conclusão com uma descrição do problema, possíveis formas de resolvê-lo.

Ao diagnosticar infertilidade devido às características fisiológicas do corpo, incompatibilidade geral, desequilíbrio hormonal, fertilização estcorpórea aumenta significativamente as chances de concepção bem-sucedida.

Existem vários equívocos comuns e não confirmados sobre a fertilização in vitro.

Entre eles estão os seguintes mitos:

  • a inseminação artificial sempre funciona;
  • se acabou concebendo dessa maneira, então vai funcionar e durar;
  • a técnica de FIV é basicamente ineficaz.

Todas essas teorias estão erradas. Para obter uma imagem confiável e calcular a porcentagem de sucesso, vale a pena estudar as estatísticas.

Hoje, cerca de 35-45% das mulheres conseguem engravidar com sucesso na primeira vez após a fertilização in vitro.

À primeira vista, parece que o percentual é bastante baixo. Mas, olhando a dinâmica usual do ciclo natural, sem o uso de anticoncepcionais, para um corpo saudável desenvolvido, sabe-se que a probabilidade de concepção no momento da ovulação está fixada em torno de 15-25%. Consequentemente, a taxa de sucesso de 35% para o método de fertilização in vitro é muito maior do que a média dos dados.

Perspectivas de fertilização in vitro em diferentes grupos etários

O período mais favorável para a concepção é a idade da mulher até 30 anos. É para esse grupo que a probabilidade de formação de embriões chega a 42-45%. Com a idade, as taxas diminuem continuamente. Especialistas em fertilidade indicam que a chance de um protocolo de sucesso para mulheres em 30-35 anos é de 35%, depois de 40 anos diminui para 10-15%.

A idade de um homem não desempenha um fator decisivo se o espermorgamma não apresentou qualquer desvio da norma médica

O corpo feminino e seus problemas comuns independentemente da idade, que reduzem a probabilidade de sucesso do procedimento:

Saúde geral Sistema reprodutivo Condição do útero Estado de óvulo
A presença de doenças crônicas de quaisquer órgãos e sistemas Aderências nos órgãos pélvicos Diagnósticos: pólipos, hiperplasia endometrial, endométrio fino Síndrome dos ovários policísticos
Desequilíbrio hormonal, congênito ou adquirido Endometriose Mioma do útero Ciclos anovulatórios, diminuição da reserva de AMH
Deterioração da saúde no momento da preparação médica para a fertilização in vitro Distúrbios da circulação sanguínea nos ovários Desordens congênitas na estrutura do órgão Problemas genéticos (diagnosticados por cariótipo)

 

A inseminação artificial sem sucesso pode ocorrer devido a problemas “masculinos”, nomeadamente a presença de processos inflamatórios do sistema geniturinário, distúrbios hormonais, problemas genéticos, diminuição da atividade dos espertozóides.

Número de tentativas e chances de sucesso

Se uma mulher estava grávida anteriormente e deu à luz uma criança, isso aumenta a probabilidade de uma segunda gravidez. Isso se aplica tanto ao processo natural de concepção quanto ao protocolo de fertilização in vitro. 

Nem sempre é possível engravidar na primeira tentativa. Para alguns casais, a falta de um resultado positivo é um grande estressor. Mas, de acordo com as estatísticas, a segunda e a terceira tentativas são de importância significativa. Na prática médica, existem opções bem-sucedidas mesmo em 10, 20 e 44 tentativas.

O principal aspecto da fertilização in vitro é monitorar cuidadosamente sua saúde geral e não se desesperar. Tente novamente se a reserva do corpo permitir.

 

Gravidez FIV: riscos e complicações

Certos riscos estão sempre presentes, uma vez que a mulher terá que se submeter a uma estimulação de drogas bastante poderosa. Isso é necessário para obter vários óvulos maduros (até dezenas) necessários para o transplante de esperma.

Podem surgir problemas tanto durante a estimulação (síndrome do folículo vazio, quando não há óvulo), e no momento da punção, reimplante do embrião.

Há uma opção separada para a formação de gravidezes múltiplas, mas para muitas mulheres grávidas isso é uma vantagem. Dois bebês maravilhosos vão nascer de uma vez.

As mulheres também estão interessadas no risco de doenças oncológicas, especialmente aquelas associadas a alterações nos níveis hormonais. Esse problema tem sido considerado pelos médicos há vários anos e hoje não há dados convincentes sobre os perigos da FIV.

Os pacientes podem assumir riscos conscientemente, escondendo certas nuances do médico, mas um bom especialista prefere a opção de um procedimento ineficaz a permitir que doenças complexas ocorram no contexto da hiperestimulação.

O que os médicos usam para aumentar a probabilidade de uma fertilização in vitro bem-sucedida?

Existem várias opções para aumentar a probabilidade de uma fertilização VCI bem-sucedida. Estes são os procedimentos:

  1. Técnica ICSI. Implica a introdução do espermatozóide mais viável no citoplasma do óvulo.
  2. Técnica IMSI. É usado para o exame microscópico preliminar da atividade do esperma imediatamente antes da ICSI, a fim de aumentar as chances de concepção. Métodos semelhantes são úteis em um ciclo natural e normal de renovação do esperma.
  3. Fragmentação microfluídica Fertile Ultimate. O mais novo método diagnóstico para determinar os espermatozóides mais móveis e rápidos, com estrutura morfologicamente correta e sem violações do código genético.
  4. Diagnósticos PGD. Uma maneira eficaz e única de excluir violações no conjunto de cromossomos do futuro embrião. O procedimento de diagnóstico genético pré-implantação aumenta as chances de fertilização in vitro bem-sucedida sem interrupção da gravidez.

Você também deve aumentar de forma independente as chances de fertilização:

  • recusar de maus hábitos;
  • aumentar a quantidade de atividade física para um metabolismo eficaz;
  • melhorar a dieta, enriquecendo-a com suplementos vitamínicos úteis, ácidos graxos, oligoelementos;
  • reduzir os níveis de estresse.

O procedimento de fertilização in vitro é caro, mas para muitos casais é uma oportunidade de se tornarem pais quando diagnosticados com infertilidade de origem desconhecida, distúrbios hormonais. Ambos os parceiros devem tomar uma decisão sobre o planejamento e a manutenção do protocolo, e então especialistas restritos ajudarão seu bebê a nascer.

Você pode estar interessado em:
Prós e contras da fertilização in vitro 05.12.2019
Prós e contras da fertilização in vitro
Segundo as estatísticas, 20% dos casais enfrentam problemas de concepção. As dificuldades podem surgir por vários motivos, entre os quais predominam os problemas de saúde individuais. Desordens hormonais, patologias congênitas ou adquiridas - tudo isso interfere na gravidez natural.
Leia Mais
O processo de fertilização do óvulo 05.12.2019
O processo de fertilização do óvulo
As células germinativas (espermatozóides e óvulos) que participam do processo de fertilização possuem metade dos cromossomos. Eles se unem e formam um zigoto que possui um conjunto completo de cromossomos.
Leia Mais
O papel do estradiol na FIV 06.11.2020
O papel do estradiol na FIV
O sistema endócrino humano é o mecanismo mais importante para regular os processos vitais. Cada hormônio específico desempenha uma ou outra função para garantir o funcionamento normal do corpo.
Leia Mais