Apoio e supervisão do desenvolvimento da gravidez

08.01.2020
Categoria:
Apoio e supervisão do desenvolvimento da gravidez
Conteúdo:

A gravidez é um período especial na vida de uma mulher. Pode ser descrito em palavras diferentes: coiza nova, desconhecida, excitante, responsável, feliz, difícil — todas essas palavras descrevem perfeitamente o estado da futura mãe. Não é um segredo para ninguém que o bom desempenho de um bebê requer monitoramento constante e conformidade de todas as recomendações dos médicos. Esteja preparado para o fato de que durante nove meses você vai entregar dezenas de testes e muitas vezes se reunir com um médico que vai liderar a sua gravidez.

Por que devem ser cuidadosamente monitorizados durante a gravidez?

Primeiramente as visitas regulares ao médico permitem descobrir e identificar complicações durando a gravidez, o que ajuda resolver os problemas mais rapidamente. A cooperação com o ginecologista durante a gravidez aumenta as chances de uma gravidez normal e nascimento de um bebê saudável. Visitas sistemáticas ao médico acalma a mulher e deixa-a desfrutar o novo período na minha vida em paz. Afinal, quando dentro de você nasce uma nova vida e o ormagismo está mudando constantemente, para compreender o que é normal e o que é não, é melhor consultar-se com os médicos.

Na primeira visita com um médico que vai levar uma gravidez, é melhor vir com o marido ou apoio da mãe ou uma amiga. Se houver uma possibilidade para levar alguém às próximas visitas — isto será muito bom. Isso também é bom nos estágios iniciais da gravidez, quando toxicoses e outras coisas irão interferir, e mais tarde, quando será fisicamente difícil para você até andar de um quarto para outro.

Análises e Exames

É aconselhável que só um único médico conduza a gravidez. Talvez seja um especialista que o aconselhou no estágio do planejamento do bebê. Durante a primeira visita, os seguintes testes devem ser realizados:

  • sangue para o grupo e fator Rh
  • análise para açúcar
  • anticorpos para sífilis
  • análise geral da urina
  • exame ginecológico completo

Se o seu fator Rh for negativo, um teste de anticorpos será feito. Neste período, também é necessário passar um ultra-som, com o qual você pode determinar a duração da gravidez, o número de embriões e o quadro geral. Na primeira e nas visitas subsequentes, o médico pode prescrever exames adicionais. Não abandone os testes recomendados, porque acalma durante a gravidez — acima de tudo.

É necessário cada 4 semanas ir para a consulta médica, a partir da 32ª semana de gestação — a cada 2 semanas e a partir da 36ª semana — todas as semanas. Cada exame médico observa mudanças no corpo, mede o peso corporal, o tamanho e a forma do útero, ouve os batimentos cardíacos fetais e prescreve testes adicionais. Mulheres com um fator Rh negativo são novamente testadas para anticorpos em 26-27 semanas.

Diagnóstico de defeitos e doenças genéticas do feto.

Em cada trimestre, uma mulher é oferecida para passar pelos exames adicionais e passar os testes recomendados para identificar defeitos no desenvolvimento fetal, incluindo a síndrome de Down. Se é necessário submeter-se a tal exame é decidido pela gestante, mas é melhor não ignorar a possibilidade de detectar anormalidades em um estágio inicial. Por resultados de análises, o médico pode direcionar a consulta genética. Se tudo estiver normal, você vai apreciar com calma a gravidez e esperar a aparência do bebê.

A visita regular à consulta para mulhers, a gestão adequada e a supervisão de uma mulher grávida — éuma garantia do nascimento de uma criança saudável. Confie a coisa mais valiosa que você tem para os profissionais experientes e siga todas as instruções do médico para a gravidez vai ser mais agradável. E lembre-se, a natureza dá-vós 9 meses para se preparar para um novo status, então gaste esse tempo com benefícios.

Você pode estar interessado em:
04.02.2020
Maternidade de substituição na Inglaterra (Reino Unido)
Na Inglaterra (Grã-Bretanha), a barriga de aluguel é legal apenas para cidadãos do Reino Unido. Na Inglaterra, as mães substitutas podem fornecer seus serviços exclusivamente numa base gratuita.
LEIA MAIS
23.01.2020
Maternidade de substituição na Suécia
Maternidade de substituição na Suécia (paga e voluntária) é proibida por lei. Apesar de representantes da medicina e do governo discutirem repetidamente a possibilidade de legalizar esse método de tratamento da infertilidade, a legislação da Suécia permanece inalterada.
LEIA MAIS
08.01.2020
Maternidade substituta na Índia
Os altos preços dos serviços de barriga de aluguel nos EUA e nos países europeus forçam os casais sem filhos a procurar opções mais baratas em outros estados. A Índia era considerada o centro da barriga de aluguel, onde casais de todo o mundo se reuniam até o governo proibir estrangeiros de usarem os serviços de mães de aluguel indianas. Qual é o estado da lei no campo de medicina reprodutiva na Índia agora?
LEIA MAIS