A última etapa de um programa – o parto. Legalização de documentos

Janeiro 8, 2020

Após os nove meses de espera e esperanças, vem o dia mais desejado… o dia em que o seu pequeno milagre lhes verá pela primeira vez – o dia do parto.

Os pais pretendidos, bem como a sua mãe substituta precisam de ajuda e apoio antes do momento tão emocionante de um programa de maternidade de substituição. Para preparar tudo a tempo e estar presente no nascimento de uma nova vida, os pais pretendidos geralmente vêm para a Ucrânia uma semana antes da data pressuposta de parto.

Sendo os pais reais da criança, os pais pretendidos claramente têm direito de estar presentes no parto e permanecer com o seu bebê e a mãe substituta na ala. Desde os primeiros dias de vida, os médicos examinam e controlam as condições de saúde do bebê. O exame primário inclui a pesagem, medição da temperatura e o exame para a doença de Fölling e hipotireoidismo.

3 dias após o parto, os pais com o recém-nascido retornam ao nosso mini-hotel confortável, onde ficam até a sua partida. Muitas vezes, casais enfrentam diferentes problemas relacionados à enfermagem do bebê: ignorância da alimentação correta, banho, higiene do recém-nascido, etc. Mas a nossa enfermeira, por um lado, e o pediatra, por o outro, fazem todo possível para mudar todos esses problemas em cuidados agradáveis.

Agora que os pais já têm o seu bebê, uma fase não menos importante do programa de maternidade de substituição os aguarda. Esta é a visita à Embaixada. Mas não há nenhum motivo para se preocupar. Os nossos advogados preparam todos os documentos necessários para registrar os pais pretendidos como os pais oficiais de uma criança na certidão de nascimento e depois os legalizam para que os pais possam levar a criança a seu país. Regra geral, este procedimento demora 2-3 semanas, após os quais o casal retorna ao seu país, mas desta vez sendo os pais felizes de um pequenino bebê adorável.

Você pode estar interessado em:
Janeiro 3, 2020
Maternidade de substituição na República Tcheca
Pela primeira vez, a maternidade de substituição na República Tcheca recebeu sua legitimação relativamente recentemente, em 2014, após a adoção do novo Código Civil da República Tcheca. A lei tcheca não proíbe o uso desse método de tratamento da infertilidade, mas ainda não foi desenvolvido um quadro regulamentar claro que regulamentaria essa área da medicina.
LEIA MAIS
Dezembro 5, 2019
Maternidade de substituição internacional
A maternidade de substituição é um dos avanços mais importantes em medicina de hoje. Graças a isso, todos os casais inférteis podem ter a sua criança saudável.
LEIA MAIS
Dezembro 5, 2019
Maternidade de substituição nos EUA
Os Estados Unidos são o primeiro país do mundo a começar a usar a maternidade de substituição para tratamento da infertilidade. A primeira mãe de aluguel era uma americana do estado de Illinois, que carregou um filho por um casal e recebeu uma recompensa monetária por isso.
LEIA MAIS
Solicitação de Retorno de chamada
*Campos obrigatórios